1/25/2006

Sebe e Jardim de Aromáticas

Estou a criar uma sebe e um jardim de aromáticas numa faixa de terreno não murada ao lado da casa. O objectivo principal deste pequeno jardim/sebe é o de segurar o solo, que aqui desliza muito devido à existência de um desnível entre a casa e o terreno do lado.
A sebe será possivelmente composta de arbustos de alecrim, de que possuo estacas em número razoável que o meu pai me arranjou. Na Primavera transplantarei aquelas que pegarem. O jardim irá conter em princípio erva-príncipe, hipericão, salva e alfazema, que são as plantas de que disponho neste momento. Já plantei vários pés de erva-príncipe que o meu pai também me arranjou e o resto das plantas está dependente do sucesso do enraizamento de inúmeras estacas que tenho.
Não vale a pena colocar fotografias enquanto não chega a Primavera, porque não terei quase nenhumas plantas no solo que valha a pena mostrar. Por enquanto mostro apenas o esquema do que pretendo fazer.
Pretendo dispôr as plantas em forma de vilosidades, para facilitar o acesso a todas elas e ao mesmo tempo maximizar o aproveitamento do espaço, ampliar o efeito de orla e dar um aspecto mais natural ao jardim, objectivos que não seriam alcançados com uma disposição em linhas rectas. Esta disposição também permite concentrar o máximo de arbustos junto da sebe, local onde é mais necessário uma concentração de raízes que segurem o solo. Se as plantas fossem dispostas em linha recta, teria de se deixar espaço de passagem entre a sebe e entre as várias filas de plantas, o que não conferiria tanto suporte ao solo naquela zona crítica. Seria de esperar que nessa situação ocorressem deslizamentos de faixas de terra consecutivas, nas zonas de quebra de densidade de raízes.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Número total de visualizações de página